Mapeamento de processos: entenda o que é e qual a sua importância

Postado em  agosto 18, 2021

Todas as empresas buscam obter resultados de forma mais rápida e produzir mais, na mesma quantidade de tempo. Para melhorar sua produtividade, é de suma importância que analisem seus processos produtivos, o que permite reduzir custos e melhorar a entrega ao cliente final. Nesse sentido, o mapeamento de processos é fundamental, tanto para compreendê-los quanto para otimizá-los.

Essa é uma ferramenta de planejamento e gestão que tem o objetivo de descrever os fluxos de trabalho de forma visual. Com ela, é possível compreender a forma como são tratados e transformados os insumos recebidos de um fornecedor para, depois, serem entregues aos clientes.

Em outras palavras, o mapeamento de processos identifica todas as etapas, fluxos e objetivos de uma organização. Continue a leitura para entender mais.

Quais são os benefícios de realizar o mapeamento de processos?

O principal benefício de realizar o mapeamento de processos é o aumento da produtividade. Isso porque essa ferramenta permite que o gestor tenha conhecimento detalhado do funcionamento de sua equipe. Dessa forma, pode identificar, com mais precisão, qual etapa pode ser remodelada para gerar um melhor aproveitamento de recursos.

  • Além de impactar diretamente a produtividade, mapear processos também proporciona diversos outros benefícios, tais como:
  • detalhar quais são as atividades que compõem o processo;
  • gerar mais qualidade ao fluxo de trabalho;
  • reduzir custos de produção;
  • otimizar o processo, determinando quais são suas entradas e saídas;
  • reduzir os prazos de entregas e aumentar a satisfação dos clientes.

O mapeamento favorece uma visão completa do processo. O investimento nessa ferramenta de gestão proporciona repostas mais ágeis a eventuais alterações no mercado. Mapear processos permite que os gestores possam visualizar todos os detalhes de maneira clara, o que torna a tomada de decisões mais precisa e eficiente.

Quais são os tipos de mapeamento mais utilizados?

Um dos principais objetivos do mapeamento de processos é comunicar um fluxo de trabalho para outras pessoas. Para isso, existem diversas formas de dispor esse fluxo. Veja alguns exemplos:

  • mapa de documentos: mapeia os documentos que correspondem a todas as entradas e saídas de um processo;
  • mapa de processo de atividade: contempla as atividades que acrescentam valor ao processo;
  • mapa de processo de alto nível: fornece um diagrama muito detalhado do processo. Inclui as interações entre fornecedores, entrada, saída e cliente;
  • Mapa de processo detalhado: permite que se tenha uma visão aprofundada de cada etapa do processo.

Existem diversos outros tipos de mapas. O mapeamento de processos pode gerar uma compreensão mais certeira do fluxos da empresa, o que é fundamental para auxiliar os gestores a aprimorar o andamento do trabalho e aumentar a produtividade.

O mapeamento de processos ajuda a compreender quais são as características mais importantes de um fluxo de trabalho. Isso permite a produção de dados úteis, que podem auxiliar na resolução de problemas. Sua utilização possibilita a realização de perguntas estratégicas fundamentais para melhorar os processos empresariais.

Para saber mais sobre como otimizar os processos de sua empresa, siga nossas páginas nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.